53 reales con 99 centavos

em 12x 4 reales con 50 centavos sem juros

Chegará quarta-feira com Mercado Envios

Retire a partir de quarta-feira em uma agência Mercado Livre

Ver no mapa

Cor:Colorido

Cor Da Armação:-n/a

Estoque disponível

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Sem garantia

Características principais

MarcaPomp's Geek
ModeloMdf Resinado
Temática do quadroFilmes
Altura x Largura39.2 cm x 27.3 cm
Quantidade de quadros1

Outras características

  • Tipo de painel: Painel único

  • Inclui armação: Não

  • Com frases: Não

  • É kit: Não

Descrição

"A Viagem de Chihiro é um filme japonês de animação, dos gêneros aventura e fantasia, lançado em 2001. O longa-metragem foi escrito e dirigido por Hayao Miyazaki, com as vozes de Rumi Hiiragi, Miyu Irino, Mari Natsuki, Takeshi Naito, Yasuko Sawaguchi, Tsunehiko Kamijp, Takehiko Ono e Bunta Sugawara. O longa narra as aventuras de Chihiro Ogino (Hiiragi), uma menina de dez anos que se encontra em mudança com a sua família.

Miyazaki escreveu o roteiro após decidir que a história seria baseada na filha de seu amigo Seiji Okuda, produtor associado do filme, que tinha dez anos à época; a garota fazia visitas frequentes à casa do diretor todo verão. Na época, ele estava a trabalhar em dois projetos diferentes, mas ambos foram rejeitados em favor do longa-metragem A produção de A Viagem de Chihiro começou em 2000, com um orçamento de 1,9 bilhões de ienes. É a décima-terceira produção do Studio Ghibli e a sétima realizada por Miyazaki dentro do estúdio, a animação chegou aos cinemas japoneses em 20 de julho de 2001, pela distribuidora Toho. A produção tornou-se a mais bem sucedida da história do cinema japonês, conquistando mais de 352 milhões de dólares mundialmente– no seu país de origem – o filme desbancou Titanic como a maior bilheteria de todos os tempos, com um total de 30,8 bilhões de ienes.

Aclamada pela crítica internacional, a obra é frequentemente citada como uma das melhores da década de 2000, e uma das melhores animações de todos os tempos. O longa-metragem foi vencedor do Óscar de melhor filme de animação em 2003, tornando-se a primeira (e única) produção que não tenha o inglês como língua original a vencer essa categoria.Foi, também, co-recipiente do Urso de Ouro no Festival de Berlim em 2002, dividindo o prêmio com Domingo Sangrento, e se encontra entre os dez mais votados da lista de filmes que deveriam ser assistidos até os catorze anos, compilada pelo British Film Institute. Em 2016, foi eleito o quarto melhor filme do século XXI por 177 analistas de cinema ao redor do mundo. No ano seguinte, foi, ainda, selecionado como o segundo melhor filme do século XXI até então, pelo jornal The New York Times"